Como Funciona Oligarquia no Brasil

Atualizado: Abr 16

Com a proclamação da reeditora, em 1889, inaugurou-se um novo fase na história política da Brasil: o poder político transferiu a ser controlado despelas oligarquias rurais, principalmente as oligarquias cafeeiras.


Entretanto, a gerência político exercido pelas oligarquias não aconteceu logo em acompanhamento à proclamação da República, os dois fundamentais governos (1889-1894) corresponderam a ligação República da Espada, ou seja, o Brasil esteve sob a poder do exército.


Marechal Deodoro da Fonseca liderou o país durante o Governo Provisório (1889-1891. Após a saída de Deodoro, o Marechal Floriano Peixoto esteve à frente do regime governo brasileiro até 1894.


No ano de 1894, os grupos oligárquicos, especialmente a oligarquia cafeeira bandeirante, estavam articulando para suceder o poder e dirigir a República. as paulistas apoiaram Floriano Peixoto.


Dessa aliança surgiu o aspirante eleito nas eleições de março de 1894, Prudente de morais, filiado ao Partido Republicano Paulista (PRP). a partir de então, a influência político brasileiro ficou limitado às oligarquias agrárias paulista e mineira, de 1894 a 1930, período conhecido como República Oligárquica.


Assim, a autoridade político presidencial durante esse intervalo de tempo prevaleceu entre São Paulo e minas Gerais, efetivando os opiniões do café-com-leite.


Durante o governo do presidente Campo Sales (1898-1902), a República Oligárquica efetivou o que marcou fundamentalmente a Primeira República: a chamada política dos governadores, que se baseava nos tratados e alianças entre a presidência da República e os governadores de estado, que foram denominados Presidentes de estado.


Estes sempre apoiariam os aspirantes fiéis ao governo federal; em troca, o governo federal nunca interferiria nos pleitos locais (estaduais).


Mas, afinal, como era corporizado o apoio aos candidatos à presidência da República do governo federal pêlos governadores dos estados? esse amparo ficou conhecido como coronelismo: o título de coronel surgiu no período dominador, mas com a nomeação da República as coronéis continuaram com o crédito social, político e mão de vaca que exerciam nas vizinhanças das localidades de suas características rurais.


Eles eram os patrões políticos locais e exerciam o mandonismo sobre a população.


Os coronéis sempre exerceram a política de troca de favores, mantinham sob sua proteção uma enorme quantidade de afilhados políticos, em troca de obediência rígida. Geralmente, sob a tutela dos coronéis, os afilhados eram as principais articulações políticas.


Nas áreas próximas à sua propriedade rural, o coronel controlava todos os votos eleitorais a seu favor esses locais ficaram conhecidos como currais eleitorais.


Nos momentos de eleições, todos os afilhados (dependentes) dos coronéis votavam no candidato que o seu padrinho (coronel) apoiava. Esse controle dos votos políticos ficou conhecido como voto de cabresto, presente durante toda a Primeira República, e foi o que manteve as oligarquias rurais no poder.


Durante a Primeira República, o mercado tinha o caráter agroexportador e o principal produto da economia brasileira era o café. No ano de 1929, com a queda da Bolsa de Valores de Nova York, a economia cafeeira brasileira enfrentou uma enorme crise, pois as grandes estocagens de café fizeram com que o preço do produto sofresse uma redução acentuada, o que ocasionou a maior crise financeira brasileira durante a Primeira República.


Na Revolução de 1930, Getúlio Vargas assumiu o poder após um golpe político que liderou juntamente com os militares brasileiros.


Os motivos do golpe foram as eleições manipuladas para presidência da República, as quais o candidato paulista Júlio Prestes havia ganhado, de forma obscura, em relação ao outro candidato, o gaúcho Getúlio Vargas, que, não aceitando a situação posta, efetivou o golpe político, acabando de vez com a República Oligárquica e com a supremacia política da oligarquia paulista e mineira.


Como Funciona Oligarquia no Brasil

República Oligárquica


A República Oligárquica (1894-1930) se caracteriza pela alternância de poder entre as oligarquias cafeeiras dos estados de Minas Gerais e de São Paulo.


Os presidentes desta época foram eleitos, na maioria das vezes, pelo Partido Republicano Paulista e o Partido Republicano Mineiro.


A partir dos anos 30, alguns historiadores chamam esta fase de Primeira República, República dos Coronéis ou República do Café com leite e ainda, República Velha.


Centralização - Como Funciona Oligarquia no Brasil

Oligarquia


A palavra oligarquia vem do grego e significa governo de poucos. Assim, oligarquia designa um comando que é dominado por um grupo de pessoas ou famílias que está unido pela mesma atividade econômica ou partido político.


As oligarquias acabam instruindo grupos fechados rechaçam certa forma de pensamento distinta. Desta forma, mesmo na democracia, é possível haver casos de governos oligárquicos.


República Oligárquica no Brasil


No Brasil, o período é identificado quando as oligarquias rurais dominavam o cenário político brasileiro.


Normalmente, os presidentes eleitos eram do Partido Republicano Paulista (PRP), do Partido Republicano Mineiro (PRM). Esta prática era denominada política do café-com-leite em alusão as maiores riquezas geradas por estes dois estados.


Também o Partido Republicano Rio-Grandense (PRR) teve importante papel nesta época. Este partido buscava desequilibrar a balança entre esses dois estados, porém defendendo a oligarquia rural e as classes urbanas gaúchas.


Importante ressaltar que, nesta tempo, não existiam partidos políticos nacionais como atualmente e sim, facções estaduais.


Políticas - Centralização - Como Funciona Oligarquia no Brasil

A exceção era o partido Republicano Conservador (PRC) com partidários no Rio Grande do Sul e nos estados do nordeste.


Apesar de não ter obtido eleger nenhum presidente, este partido tinha no senador gaúcho Pinheiro Machado sua colossal representante na política brasileira.


O primeiro presidente civil queridinho, após Marechal Floriano Peixoto, foi Prudente de morais, apoiado pela oligarquia cafeeira paulista.


Seu mandato durou de 1894 a 1898 em que tempo foi substituído pelo além disso paulista Campos Salles, do partido Republicano Paulista.



Características da República Oligárquica


Os presidentes eleitos usavam sua influência política para beneficiar os cafeicultores e garantir sua permanência no poder.


Deste modo era importante construir alianças estaduais como a Política dos Governadores e assegurar o resultado eleitoral através da fraude. Esta prática ficou conhecida como Voto de Cabresto.


Os chefes locais que exerciam esta prática eram denominados coronéis, apesar de não estarem vinculados ao Exército. Assim, esta política de conseguir votos pela força e troca de favores também é chamada de coronelismo.


Protestos


No entanto, a República Oligárquica não foi uma etapa tranquilo na História da Brasil. Os grupos e partidos que se encontravam fora da esfera do poder, como as camadas urbanas, protestavam contra os governo Podemos. citar como exemplo a indignação da Vacina, o combate do Contestado ou o tumulto do Forte de Copacabana Igualmente, a crescente industrialização brasileira fazia com que empresários e operários passassem a gritar mais direitos e espaço na vida política nacional Os. trabalhadores lutavam pelos seus direitos através de greves e os possuidores de fábricas por meio de entidades empresariais.


Como Funciona Oligarquia no Brasil - Protesto

Fim da República Oligárquica


O período da República Oligárquica se encerra quando Getúlio Vargas, candidato derrotado nas eleições de 1930, impede a posse de Júlio Prestes.


Com a Revolução de 1930 outros atores sociais entram no cenário político brasileiro modificando certas formas de governar.


Recomendo assistir também CliqueAqui


Fontes Texto.: EscolaBrasil e TodaMatéria

52 visualizações
CONTATO

Rua - Archangelo Meller, 1451

Criciúma, SC - 88806330​​

contatotorquato@gmail.com

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social

Torquato

Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Sejamos formadores de opinião! Se eu faço, você também pode fazer!

Nome *

Email *

Assunto

Mensagem

© Todos os direitos reservados. Desde 2016